Categoria: O Zé

Aventuras mais ou menos apaixonantes sobre o Zé, o portuga comum mais comum de todos. É tipo os livros da Anita, mas em versão deprimente.

O diário da quarentena do Zé

Dia 1 – sábado Passei o dia a dormir, a descansar e a ver filmes. Até agora, avalio esta quarentena com um sólido 10/10. Dia 2 – domingo Acordei às 6h da manhã com o meu filho mais novo a pedir se podia não ir à catequese. A razão que ele sabiamente evocou é que…

Por Francisco Ramalheira Março 22, 2020 0

O Zé vai para a quarentena

Após dias infindáveis a roçar-se em meia Lisboa enquanto viajava de Coronavírus ambulante (vulgo metro e comboio), levando no lombo com suor, perdigotos e espirros de todo o lado, o Zé recebeu finalmente a notícia que já vinha com mais de duas semanas de atraso: iria começar a trabalhar em casa.             Esta boa nova…

Por Francisco Ramalheira Março 15, 2020 0

O Zé vai ao cinema

A semana foi longa. Tudo o que o Zé desejava para aquela tempestuosa noite de sexta-feira era encher o bandulho e relaxar em frente à televisão, vendo um programa qualquer que lhe entorpecesse os sentidos e o fizesse entrar num gostoso estado de sonolência. Por isso, não foi com particular alegria que, quando chegou a…

Por Francisco Ramalheira Fevereiro 22, 2020 2

O Zé e a passagem de ano

O Zé, enquanto ser simples que tem na arte de encher o bandulho uma das suas maiores alegrias, fica plenamente satisfeito caso a passagem de ano seja efetuada dentro de portas, enchendo a pança com os mais variados víveres, devidamente regados por bebidas que entorpecem gostosamente os sentidos. Por isso, o Zé queria passar a…

Por Francisco Ramalheira Janeiro 1, 2020 0

O Zé vai à oficina

O Zé acordou feliz, como há muito não acontecia. Quase que poderia jurar que conseguia ouvir o alegre e melodioso chilrear dos passarinhos, embora a única bicharada que habitava no seu T0 fossem as amáveis melgas e as simpáticas moscas e não houvesse arvoredo num raio de vários quilómetros, impossibilitando assim a existência de passarada.…

Por Francisco Ramalheira Novembro 16, 2019 0

O Zé vai pôr gasolina

A greve é um direito inalienável de um trabalhador. O Zé não só respeita isso, como padece de uma profunda inveja dos grevistas. Afinal de contas, em décadas de profunda labuta nunca teve a oportunidade de reivindicar este seu direito inalienável. E que tanto jeito tinha dado naquela sexta-feira, mesmo coladinha a um feriado, criando…

Por Francisco Ramalheira Agosto 17, 2019 0

O Zé vai a uma reunião

O Zé estava ligeiramente nervoso. Daí a meia hora iria ter uma reunião muito importante com alguns dos indivíduos mais importantes da empresa. Pegando na papelada que lera com atenção na noite anterior, pensou: Estou bem preparado e documentado. Não há nada a temer. Agora é chegar cinco minutinhos mais cedo para não pôr ninguém…

Por Francisco Ramalheira Junho 28, 2019 1

O Zé vai aos Santos Populares

Há uma coisa que o Zé odeia com todas as suas forças: os Santos Populares. Embora, como qualquer bom tuga, seja um apreciador de uma boa e gordurosa sardinha, o Zé dispensa o simpático peixe caso a sua ingestão implique andar em ruas apinhadas de gente suada, num roça-roça constante e pouco prazeroso, pisando solos…

Por Francisco Ramalheira Junho 7, 2019 0

O Zé vai ao Ikea

O fim-de-semana para o Zé tem uma Santíssima Trindade da qual ele é um crente devoto e não prescinde: ver o Benfica, vegetar durante longas horas no sofá com uma jola na mão enquanto um fio de espessa baba lhe escorre pelo queixo e não ir a locais de comércio nos quais a sua distinta…

Por Francisco Ramalheira Maio 25, 2019 0

O Zé vai a um restaurante vegetariano

O Zé não queria acreditar no que os seus olhos cansados estavam a ver. Avidamente, perscrutou a ementa de uma ponta à outra, na ânsia de encontrar um singelo prato que contivesse um nico de carne. Não encontrou. Desanimado e sentindo-se profundamente traído, teve de se render às evidências: — Maria, viemos a um restaurante…

Por Francisco Ramalheira Abril 19, 2019 0